Ao longo da evolução, todos os seres vivos desenvolveram uma comunicação química, utilizada para a transferência de informações entre indivíduos da mesma espécie ou entre indivíduos de espécies diferentes.

A Natureza é ainda mais criativa e maravilhosa que os próprios desenhos animados. Imagine uma formiga convidando as suas amigas para um almoço, num lugar que acabou de descobrir, e insetos que conversam e têm desejos sexuais, e a forma como comunicam. Os Semioquímicos são os intermediários dessa comunicação, localização de presas, ataque e defesa, organização social, seleção de plantas hospedeiras, escolha de locais para o acasalamento, entre outras interações comportamentais.

Também designados de infoquímicos, estes compostos são classificados em feromonas e aleloquímicos.