A vinca pervinca é um remédio fitoterapêutico que se obtém a partir de um arbusto (Catharanthus roseus), com o mesmo nome comum, que pertence à família das apocináceas.

É originária da ilha de Madagáscar, embora actualmente cresça noutras zonas temperadas do mundo.

Foi utilizada durante séculos para tratar diversos problemas médicos, desde diabetes até às infeções dos olhos, faringite e tumores. Investigações recentes indicam que esta planta contém dezenas de alcaloides (compostos azotados de origem vegetal), alguns dos quais têm a capacidade de diminuir os valores de açúcar e parar hemorragias. Dois destes alcaloides, a vincristina e a vinblastina, são reconhecidos como ativos agentes anticancerígenos.