Os suplementos dietéticos são produtos constituídos por nutrientes, ou uma associação de nutrientes, que são administrados por via oral, e se apresentam em forma de comprimidos, cápsulas, pós, líquidos ou barras energéticas, destinados a subministrar elementos essenciais que estão em escassez no organismo e/ou em défice nos alimentos que consumimos na nossa dieta diária.

As vitaminas, minerais, proteínas, fibras, enzimas são alguns desses constituintes, que quando se apresentam em défice no nosso organismo podem desencadear problemas de saúde.

Se a alimentação diária não for o suficientemente abrangente e não conseguir aportar ao organismo a variedade de alimentos nutritivos necessários a um bom funcionamento do mesmo, alguns suplementos podem ajudar a obter as quantidades adequadas de nutrientes essenciais. No entanto, os suplementos não podem ser utilizados como uma substituição de uma alimentação variada e equilibrada; devem funcionar apenas como um complemento.

Estudos científicos certificam que alguns suplementos dietéticos são benéficos para a saúde, mas devemos ter em atenção que muitos suplementos contêm substâncias ativas que podem provocar efeitos adversos, além de poderem interagir com tratamentos (ex.: quimioterapia) ou medicamentos. Devemos consultar sempre um profissional de saúde antes de iniciar a toma de suplementos dietéticos.

Exemplos: o cálcio e a vitamina D são importantes para manter os ossos fortes, ou seja, na prevenção de perda óssea, podendo ser adquiridos através de suplementos dietéticos.