O smog é um fenómeno fotoquímico que geralmente ocorre em grandes cidades, onde a poluição do ar é elevada, provocada, principalmente, pela queima de combustíveis fósseis (gasolina, diesel). Em zonas onde se destaca a presença de indústrias poluidoras ocorre o chamado smog industrial.

O smog fotoquímico forma-se quando a luz solar interage com as emissões de gases poluentes, pelo que é mais frequente ocorrer em dias quentes e secos.

Este tipo de smog consiste na reação de hidrocarbonetos com gases presentes na atmosfera, nomeadamente o O3, NO e NO2, sendo que o ozono (O3) é o principal componente do smog fotoquímico.

O smog fotoquímico tende a ser acompanhado por ventos inertes e “inversão de ar”, isto é,- quando ar quente recai sobre ar mais frio (em baixo), empurra o smog para o nível do solo, onde pode toldar a visibilidade. Nas cidades com muito smog é aconselhável o uso de máscaras faciais, uma vez que os poluentes atmosféricos poderão causar graves problemas ao nível do sistema respiratório.