As térmitas são insetos xilófagos (consomem madeira e materiais celulósicos). Partilham semelhanças com formigas e abelhas, embora, talvez surpreendentemente se julgue que o seu “parente” mais próximo seja a barata. Existem cerca de 2750 espécies de térmitas no mundo, vivendo em habitats tão variados como as florestas tropicais e a savana africana, até à costa do Pacífico. São insetos sociais com diferentes classes que formam comunidades.

Os hábitos alimentares das térmitas fazem delas insetos muito importantes num ecossistema. Ao consumirem estruturas de madeira e vida vegetal, ajudam a converter árvores mortas em matéria orgânica para gerar nova vida. Infelizmente, também podem danificar suportes estruturais em edifícios, acabando por conduzir ao seu colapso.

Uma termiteira atinge o seu tamanho máximo após quatro ou cinco anos, quando poderá albergar 200 mil espécimes.