Consultório de Ciência

Certamente já lhe ocorreram perguntas sobre fenómenos e situações com as quais contactou e para as quais não conhece explicação. Em muitos casos, a ciência, nas suas mais diversas áreas e valências, pode dar-lhe uma resposta.

Este é o local certo para colocar a sua dúvida!

Preencha o formulário com a sua questão. Esta será enviada a um cientista, que lhe responderá com a maior brevidade possível.

Últimas perguntas respondidas

Pergunta: o que apareceu primeiro o ovo ou a galinha? Por:Eduardo António Rodrigues

Resposta: Os dois

Pergunta: Como é que os números de Fibonacci podem ser aplicados em diversos fenómenos na natureza e seres vivos? Como é que uma sequência de números, com regras bem estabelecidas, pode explicar fenómenos tao distintos como a forma de uma galáxia, uma concha de um caracol, o crescimento das plantas, as ondas do oceano e no modo como as sementes estão dispostas no centro de diversas flores...? Por:Paulo Mafra

Resposta: De facto a sequência de Fibonacci pode ser observada em alguns fenómenos naturais, como os que são mencionados na pergunta. No entanto a sequência não constitui uma "explicação" para os fenómenos nem estes últimos se podem considerar uma "aplicação" dos números. Há também a tentação de pensar que esta curiosa "tendência prevalente" para encontrar na natureza padrões que se identificam com a sequência é uma espécie de "lei da natureza". Na verdade, é possível encontrar na natureza todo o tipo de padrões e regularidades que nada têm a ver com estes números. Do mesmo modo há a tendência para omitir que há muitas excepções e que há casos significativos de contra-exemplo que nunca são mencionados. Por exemplo, há muitos casos de plantas cujo número de pétalas não é um número da sequência. Ou ainda, existem vários tipos de galáxias cuja morfologia espiral difere em muito da chamada "espiral de ouro", construída a partir dos números de Fibonacci. O mesmo se pode dizer de muitas conchas encontradas na natureza. No caso do modo como as sementes de certas flores se dispõem, em forma espiral, há indicações de que isso traduz um processo físico natural de maximização da eficiência de acondicionamento e maximização da exposição solar. Portanto, não se trata de a natureza tentar usar os números de Fibonacci, mas antes de eles aparecerem como consequência de um processo físico mais profundo, que é preciso compreender caso a caso. A observação da sequência de Fibonacci em vários aspectos da natureza não deixa, no entanto, de ser uma curiosidade fascinante. JP Matias (ESTIG-IPB)

Pergunta: Diz a sabedoria popular que o cabelo cresce mais durante o quarto-crescente. Há estudos científicos que comprovam este fenómeno? Também é do conhecimento comum que a lua infuencia as marés, as culturas e outros acontecimentos naturais. Será que o crescimento do cabelo também é influenciado pela lua? Por:Alexandra Pimentel

Resposta: O facto de haver uma "influência" não significa que exista uma explicação de natureza científica. No caso das marés há um mecanismo físico que é bem compreendido: a acção da força da gravidade sobre as massas líquidas dos oceanos. As influências culturais, em rituais de alguns povos, estão frequentemente associadas a crenças, mitos, que não têm base científica. Quanto ao crescimento do cabelo, ele tem a ver com fenómenos bioquímicos do corpo. Não é conhecida qualquer relação entre estes fenómenos e a percentagem de iluminação do disco lunar. JP Matias (ESTIG-IPB)

Pergunta: Para onde vai a água quando a maré baixa? Por:Teresa Neto

Resposta: A massa de água é constante. A água vai para outras zonas do globo, onde um observador registará maré cheia. À medida que a Terra roda em torno do seu eixo, nas zonas onde se observou maré baixa, observar-se-á maré alta, e vice-versa. JP Matias (ESTIG-IPB)

Pergunta: De que é constituído o borato de sódio? Por:Beatriz Mateus (11 anos)

Resposta: O borato de sódio é uma substância química com a fórmula Na2B4O7 que, nas condições ambiente, é um sólido branco. É um dos ingredientes utilizados na experiência dos pega-monstros. No entanto, deverá ser sempre manipulado sob supervisão de um adulto com conhecimentos na área da química. Olga Ferreira (IPB)

Pergunta: Quem é que descobriu a ciência? Por:Joana Filipa Pinto Fernandes (10 anos)

Resposta: É uma pergunta com uma resposta muito difícil.

A primeira coisa a considerar é que a ciência é essencialmente uma metodologia, não um fenómeno a ser explicado ou uma tecnologia a ser inventada. A metodologia científica é hoje usada pelos cientistas de todo o mundo para conhecer e interpretar o mundo à sua volta, e consiste, de uma forma muito geral, em:

- observar um fenómeno ou facto;

- formular uma hipótese;

- testar a hipótese através de experiências.

É frequente mencionar o matemático, físico e astrónomo italiano Galileu Galilei como o primeiro cientista que aplicou consistente e sistematicamente as regras metodológicas a que hoje chamamos "ciência" ou "método científico". Mas não há certezas quanto a isto, já que é possível encontrar exemplos de pessoas que, muito antes de Galileu, aplicaram metodologias muito semelhantes para interpretar fenómenos da natureza.JP Matias (ESTIG-IPB)

Pergunta: Além dos estados sólido, líquido e gasoso, que outros estados físicos da matéria existem? Obrigada. Por:I.Cláudia B.S.F.

Resposta: Há um quarto estado da matéria que ocorre naturalmente no nosso dia-a-dia: o estado de plasma ou gás ionizado. É atingido quando se aquece um gás a temperaturas muito elevadas ou se aplica uma enorme diferença de potencial entre dois pontos. Neste estado os electrões são separados dos núcleos dos átomos, formando um "mar" de electrões livres e a matéria adquire propriedades condutoras da electricidade. Exemplos de situações comuns onde se encontra este estado são os relâmpagos ou arcos eléctricos em geral, ou ainda as lâmpadas fluorescentes. No universo, nas estrelas a matéria também existe sob o estado de plasma. A investigação que é feita na área da fusão nuclear (a não confundir com fissão nuclear), que procura reproduzir condições de temperatura e densidade semelhantes às existentes nas estrelas, também lida com gases ionizados, aquecidos a altas temperaturas.
Há ainda muitos outros estados da matéria, ditos "não clássicos", de compacidade extrema, de altas energias, superconductividade, etc, que só ocorrem em condições muito especiais no laboratório ou no universo. JP Matias ( ESTIG IPB)

Pergunta: Os ovos podres flutuam na água? Por:Sofia Santos

Resposta: Sim. Pois os ovos podres possuem um gás, ácido sulfídrico (H2S), que diminui a densidade do ovo em relação à água. Isabel C.F.R. Ferreira (ESA - IPB)