Embora não seja o planeta mais próximo do Sol, Vénus é o mais quente de todo o Sistema Solar, com temperaturas médias à superfície de cerca de 500 graus, mais do que qualquer forno doméstico.

As elevadas temperaturas devem-se ao poderoso efeito de estufa, originado pela pesada atmosfera, composta quase exclusivamente por dióxido de carbono, que aprisiona a radiação solar.

A ácida composição química da atmosfera e as pressões à superfície, 100 vezes superiores às da Terra e iguais às encontradas a 1 km de profundidade nos oceanos, são hostis à presença humana.