A unidade astronómica é definida como a distância média de Terra ao Sol, que corresponde a exatamente 149 597 870 700 metros. O seu símbolo, segundo a instituição que o define, é “ua” ou “au”.

Além da unidade astronómica, existem outras unidades que facilitam o trabalho dos cientistas na hora de medir distâncias entre estrelas, galáxias, grupos locais de galáxias e, em última instância, na sua tentativa de medir o universo.

Relembrem agora outra unidade, muito usada em publicações de divulgação de astronomia e nos filmes de ficção científica, mas que é muito real: o ano-luz, que corresponde a aproximadamente 9,5 biliões de quilómetros (em notação científica 9,5 x 1012 km), representando a distância percorrida pela luz num ano (sabendo que a luz viaja à velocidade de 299 792 458 metros por segundo). Para medir distâncias ainda maiores, os cientistas utilizam o Parsec, medida à qual correspondem 206 265 unidades astronómicas, ou, fazendo as contas, 3,25 anos-luz.

Como curiosidade, saiba que o diâmetro estimado do universo é de pouco menos de 24 Gigaparsecs, ou seja, 24 000 000 000 Parsecs, ou o equivalente, em unidades astronómicas, a 4 950 360 000 000 000, ou ainda a 722 553 491 733 200 000 000 000 quilómetros!