Criadas em 1932, as medalhas Fields foram, durante muitos anos, o único prémio internacional para distinguir o trabalho de matemáticos de exceção. Propostas pelo matemático canadiano John Charles Fields (1836-1932) em 1924 no Congresso Internacional da Matemática, as medalhas Fields premeiam contributos de grande relevo para o progresso da Matemática e da Ciência em geral mas, a sua atribuição, a cada quatro anos, é restrita a matemáticos com menos de 40 anos. Andrew Wiles, o matemático britânico que encontrou solução para um dos problemas mais famosos de todos os tempos, a demonstração do Último Teorema de Fermat, seria um candidato natural à medalha nos anos noventa do século XX mas, por já ter 42 anos quando provou o teorema, o prémio não lhe foi concedido.