O urso pardo viveu no seu estado selvagem em todo o país. A sua extinção foi devida à pressão humana e à destruição do seu habitat. A data da sua extinção não está devidamente determinada pensando-se que ocorreu entre os séculos XVII e XIX no entanto, há fontes que referem a sua presença em zonas de fronteira com Espanha ainda no século XX. Atualmente, apenas existem em Portugal exemplares em cativeiro.