Nas plantas verdes é vulgar existirem os dois sexos na mesma planta, sendo designadas por espécies monóicas, ocorrendo a reprodução sexuada apenas com um exemplar. Nos animais, a presença dos dois sexos no mesmo ser não significa que ele seja auto suficiente em termos de reprodução. Por exemplo, os caracóis embora sejam hermafroditas, para que se reproduzam, são necessários dois indivíduos que trocam espermatozóides entre si, ocorrendo, neste caso, uma fecundação cruzada. Nos humanos podem surgir indivíduos hermafroditas devido a alterações genéticas.