As variações sazonais dos fatores ambientais (luz, temperatura, quantidade de alimento disponível…), interatuando com os mecanismos fisiológicos dos peixes vão produzir uma sequência temporal alternada de períodos de crescimento rápido com períodos de crescimento lento. Estas mudanças na taxa de crescimento vão ficar impressas sob a forma de anéis concêntricos nas estruturas ósseas dos peixes. A contagem destes anéis permite determinar a idade dos peixes. A medição das distâncias entre anéis permite determinar a intensidade do seu crescimento de ano para ano. As escamas são as estruturas mais usadas para este fim, pois a sua utilização não implica a morte do peixe.