Um ecossistema é a unidade funcional em Ecologia. Inclui a componente biótica (bactérias, protistas, fungos, plantas e animais) e a componente abiótica (temperatura, humidade, luz, clima, geologia…) que interagem de forma dinâmica.

Podem variar no seu tamanho, sendo que se considera um ecossistema tanto um charco pequeno no meio de um jardim, como um bosque de coníferas no norte da Europa, um Parque Natural onde o ser humano e a sua actividade são parte integrante da paisagem, ou o planeta Terra no seu todo. Os ecossistemas fornecem serviços muito variados, desde serviços de suporte, como por exemplo, a formação de solo ou a manutenção do ciclo de nutrientes. A partir dos serviços de suporte, sustentam-se os outros serviços: os serviços de aprovisionamento (como por exemplo a alimentação, a água potável, o combustível, os recursos genéticos), os serviços de regulação (a regulação do ciclo da água e do clima) e os serviços culturais (o recreio e o turismo, os estímulos estéticos, os serviços educacionais, a herança cultural, etc.).

Para que estes serviços se consigam manter e desempenhar em pleno as suas funções, é fundamental que exista biodiversidade e que a conservação desta biodiversidade seja uma prioridade, quer por parte dos decisores políticos, quer por parte dos investigadores e da população em geral, caso contrário, os ecossistemas podem colapsar e colocar em risco todos os serviços que disponibilizam e dos quais depende a nossa sobrevivência.

Para saber mais sobre os ecossistemas e o bem-estar humano, consulte o relatório do grupo de trabalho da Estrutura Conceptual da Avaliação do Milénio dos Ecossistemas, disponível em: http://www.unep.org/maweb/documents/document.63.aspx.pdf