O corço Capreolus capreolus, é o cervídeo mais pequeno que habita o nosso território. O macho, embora seja ligeiramente maior que a fêmea, é mais fácil de observar. Se o indivíduo possui hastes (também designadas por armação) durante a época em que estas estão presentes, estamos certamente perante um macho.

Embora não relacionada com a sua morfologia externa, há uma particularidade interessante na fêmea desta espécie. A altura da reprodução acontece no verão e, após a fecundação, o óvulo fica em estado latente no útero durante alguns meses, ao fim dos quais se dá o seu normal desenvolvimento, ou seja, ocorre uma implantação retardada dos óvulos, o que permite que as crias nasçam numa época mais favorável ao seu desenvolvimento, geralmente na primavera.