O fantástico mundo dos cogumelos!

Desde muito cedo que nos deparamos com o fantástico mundo dos cogumelos. Quem não se lembra dos “Smurfs/Estrunfes” que viviam em cogumelos ou do “Super Mário” que sem estes não tinha qualquer poder! Além disso, quem nunca foi com a família colher “ pinheiras”, “rapazinhos” ou “frades”?


De facto, os cogumelos e as suas propriedades benéficas chegam até nós através de tradições orientais que utilizam, desde há milhares de anos, os designados cogumelos medicinais na sua medicina popular, assim como através de conhecimentos empíricos adquiridos ao longo dos tempos.


No decorrer da evolução, os fungos (reino no qual se inserem os cogumelos) conquistaram uma vasta gama de habitats, desempenhando importantes funções em diversos ecossistemas. O seu principal papel ambiental/ecológico é a reciclagem de matéria orgânica, possuindo de igual forma outros importantes papéis, uma vez que estabelecem várias associações com diferentes organismos.


Nos últimos anos os cogumelos têm sido objeto de estudo de muitos micólogos e investigadores que procuram identificar o maior número de espécies possível para um conhecimento alargado da biodiversidade deste recurso, e estudam as suas propriedades bioquímicas com vista a um aproveitamento das suas potencialidades.


O Centro de Investigação de Montanha e a Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Bragança realizam desde há alguns anos inventários micológicos, ensaios e análises bioquímicas em espécies da região, dado que o Nordeste de Portugal possui uma enorme biodiversidade micológica. Estes estudos certificam o interesse dos cogumelos como alimento e asseguram a presença de compostos com atividade biológica. A investigação desenvolvida não visa apenas aumentar o conhecimento científico a este nível mas, tem como preocupação chegar à sociedade em geral, aos consumidores destes produtos com informação atual e segura. Desta forma, durante o ano são promovidas atividades e eventos que visam a formação dos jovens (Estágios, Dia Aberto, verão Ciência) e da comunidade em geral (Palestras, Workshops).


Através dos diferentes estudos realizados, hoje os cogumelos são conhecidos pelo seu excelente valor nutricional, dado que possuem um elevado teor proteico e vitamínico e baixo conteúdo em gordura. As suas propriedades bioativas têm também sido exploradas, nomeadamente, a sua atividade antioxidante, propriedades antitumorais ou potencial antimicrobiano.


Embora os cogumelos possam ser uma fonte de nutracêuticos, é necessário ter em mente que, em muitas espécies, coexistem compostos com efeitos adversos à nossa saúde que os tornam tóxicos e que estas são muitas vezes confundidas com os cogumelos comestíveis tradicionalmente colhidos. Desta forma, apesar da tradição da recolha de cogumelos se manter ao longo de gerações, é importante que esta seja acompanhada por especialistas e que os coletores se documentem devidamente e só colham as espécies que conhecem bem.
Assim, os cogumelos surgem como produtos comestíveis, venenosos/tóxicos ou medicinais, com importância nutricional, ecológica e terapêutica, respetivamente. Deste modo, tome as devidas precauções! Não consuma cogumelos que não conheça! Em caso de dúvida não proceda à sua colheita; por prudência, informe-se com um especialista ou opte pelas espécies comercializadas.

Amanita muscaria. Uma das espécies de cogumelos venenosos mais conhecida.

Macrolepiota procera. Uma espécie comestível bastante apreciada e tradicionalmente conhecida por “frade”.

Filipa S. Reis, Isabel C.F.R. Ferreira, Anabela Martins (Instituto Politécnico de Bragança) - 2012-07-12 10:33:56