A diabetes é uma doença causada pela deficiência na produção de insulina. Esta deficiência leva a que ocorra um excesso de açúcar (glicose) no sangue.

A glicose, que provém principalmente da alimentação e circula na corrente sanguínea, é a principal fonte de energia do organismo. No entanto, para que esta consiga entrar nas células do nosso corpo, necessita de uma hormona que se chama insulina.

O pâncreas é o órgão responsável pela produção desta hormona. A insulina tem um efeito hipoglicemiante, ou seja, reduz os níveis de glicose no sangue. A maioria das células do nosso organismo necessita da presença de insulina para ficar permeável à glicose. Assim, a insulina aumenta a permeabilidade da membrana celular, o que permite que a célula receba a glicose e a transforme em energia para, desta forma, realizar todas as suas funções.

Quando a produção de insulina é deficiente, a glicose acumula-se no sangue e na urina, provocando a destruição/morte das células por falta de abastecimento e, consequentemente, as altas taxas de açúcar no sangue (hiperglicemia), de forma permanente, provocam a diabetes.

Uma das características da diabetes é o facto de ser uma doença “silenciosa”, pelo que devem ser feitas análises regulares ao sangue.