Os seres humanos sentem dor devido à existência de nociceptores, recetores sensoriais que enviam sinais à medula espinal e ao cérebro para os alertar para o perigo, permitindo-lhe reagir. Os nociceptores encontram-se em qualquer área do corpo humano, principalmente na pele e permitem que sintamos dor, tanto externa como internamente. No entanto, estão completamente ausentes no cérebro. Quando existem cefaleias (dores de cabeça), não é o cérebro que dói, são os tecidos à sua volta, nomeadamente os músculos, os seios nasais e as membranas que o protegem. É por essa razão que as neurocirurgias podem ser feitas enquanto o doente está acordado, e, dessa forma, os cirurgiões conseguem manter o controlo sobre o procedimento que estão a realizar.