A robótica dos nossos dias

O conceito de robótica surgiu em 1942, por Isaac Asimov para designar a ciência que lida com robôs. A palavra robô foi introduzida, em 1921, por Karel Capek na sua peça teatral satírica e deriva da palavra checa "robota" que significa trabalho forçado.

A ideia acerca da robótica é, geralmente, associada à ficção científica, muito devido a filmes que usam robôs, como sejam os célebres 3CPO e R2D2 da saga da Guerra das Estrelas. No entanto, a robótica já extravasou o domínio da ficção científica e é atualmente bastante utilizada em diversos domínios.

Os robôs podem ser classificados em manipuladores e em móveis.

Os robôs manipuladores, vulgarmente utilizados na indústria, possuem capacidade de mobilidade reduzida e são direcionados para a realização de tarefas repetitivas, normalmente atribuídas a humanos. As suas aplicações centram-se na soldadura (ex.: na indústria automóvel), pintura (ex.: na indústria cerâmica), paletização (ex.: de sacos de cimento) e na montagem (ex.: na indústria eletrónica). Outras aplicações podem ser referidas, como seja o braço usado para elaboração de tarefas no espaço aquando dos primeiros voos do Space Shuttle Columbia.

Os robôs móveis possuem capacidade de mobilidade e realizam as suas próprias decisões de uma forma autónoma. As suas aplicações centram-se no transporte de produtos (ex.: em instalações nucleares para transportar plutónio), vigilância (ex.: na deteção de incêndios), na procura e salvamento (ex.: para localizar e apoiar o salvamento de vidas humanas; tal como aconteceu nas buscas após os atentados de 11 de setembro). Este tipo de robôs é também utilizado na exploração espacial (ex.: do planeta Marte), exploração aquática (ex.: para patrulhamento marítimo) e aplicações militares (ex.: para missões de reconhecimento e ataque a alvos usando mísseis). Outras aplicações podem ser referidas, nomeadamente, serviços (ex.: na realização de visitas guiadas a museus), tarefas domésticas (ex.: para aspirar a casa) e condução autónoma (ex.: para navegarem em estradas convencionais).

Um dos campos emergentes da robótica é a sua aplicação em áreas da medicina, essencialmente no apoio à cirurgia (ex.: em cirurgia ortopédica), na fisioterapia (onde robôs executam o trabalho destinado a fisioterapeutas), na realização de exames (ex.: endoscopias) e apoio hospitalar (ex.: cadeiras de rodas robotizadas).

Mais do que um ambiente de ficção científica, os robôs já fazem parte do nosso dia a dia, sendo a tendência no futuro, de um continuado incremento na sua utilização.

Source: http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Kismet_robot_20051016.jpg

Source: http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Honda_ASIMO_%28ver._2011%29_2011_Tokyo_Motor_Show_.jpg

Paulo Leitão e José Goncalves (Instituto Politécnico de Bragança) - 2012-06-20 16:48:09