Marie Skłodowska nasceu a nasceu a 7 de Novembro de 1867 na Polónia. Adotou o apelido Curie após o casamento. Cientista de profissão exerceu a sua atividade em França, país onde concluiu os seus estudos universitários, e onde viria a casar com Pierre Curie. É conhecida principalmente pelos seus estudos na área da radioatividade e pela descoberta de novos elementos químicos.

Foi a primeira mulher a receber um prémio Nobel e a primeira pessoa a ser galardoada duas vezes e em duas áreas distintas (Física e Química). Em 1903, recebeu com Antoine Henri Becquerel (responsável pela descoberta da radioatividade espontânea) e com Pierre Curie o prémio Nobel da Física devido às suas investigações sobre a radioatividade, uma área pouco conhecida na altura. Em 1911 recebeu o Nobel da Química pela descoberta dos elementos polónio e rádio.

Morreu a 4 de Julho de 1934, em França, vítima de leucemia. No ano seguinte, 1935, a sua filha Irène Curie é galardoada também com o Nobel da Química.

No campo da medicina, as descobertas de Marie Curie foram importantes para o desenvolvimento de exames de ultrassonografia e terapias para o tratamento do cancro.